Em um mercado empresarial cada vez mais pautado pela massiva utilização de dados e informações na estratégia de operações das empresas, a segurança digital tornou-se um dos temas de maior relevância no mundo dos negócios.

A tecnologia tem cumprido o seu papel, fornecendo o que há de mais eficiente para garantir que a integridade das informações do seu negócio seja preservada e que nenhuma atividade seja comprometida.

No post de hoje vamos aprofundar um pouco na temática da segurança da informação e mostrar a você, empresário, a importância da gestão eficiente, bem como algumas medidas capazes de colaborar com isso. Continue lendo e confira!

Segurança digital: é preciso se preocupar?

A dinâmica das relações empresariais mudou bastante com a utilização da internet. Atualmente, vivemos um período de virtualização dos mais diferentes tipos de serviços. Compras, transações bancárias, comunicação: tudo acontece online.

As vantagens dessa virtualização são visíveis — não há como negar. As empresas, por exemplo, puderam expandir suas operações, acelerar as suas comunicações e aumentar a lucratividade.

Contudo, esse novo cenário não possui apenas vantagens. A intensa circulação de informações valiosas pela rede, desperta o interesse de indivíduos mal intencionados, na busca por vantagens indevidas.

Por isso, as consequências por falhas na segurança dos dados da sua empresa podem ser significativas. Desde prejuízos financeiros, com a exposição de informações confidenciais relacionadas às suas atividades, até o pagamento de indenizações provenientes de demandas judiciais em razão de prejuízos que podem ser causados a terceiros.

As pequenas e microempresas têm se tornando as mais vulneráveis a esse tipo de atividade, visto que, em sua maioria, não possuem muitos dos recursos necessários para se proteger.

Portanto, você, empresário, deve sim se preocupar com a segurança digital. Veja algumas medidas que pode adotar:

  Mobile Device Management (MDM). Como esta ferramenta pode ajudar sua empresa?

1. Se proteja da engenharia social

Esse que é um modelo de atuação criminosa capaz de superar toda uma infraestrutura de segurança, pois funciona de maneira distinta. Nessa prática, os cibercriminosos se valem da boa comunicação, conhecimento prévio da rotina da empresa e da própria desenvoltura, tudo para ludibriar e obterem acesso a informações valiosas, por exemplo.

Ações dessa natureza são comuns por meio do envio de e-mails e ligações fraudulentas, nas quais o criminoso se passa por outras pessoas, a fim de ganhar a confiança e, assim, solicitar dados de acesso, senhas e o que mais for útil para a prática dos crimes.

Muitas empresas, na hora de proteger os seus dados, ficam focadas apenas em questões técnicas e de infraestrutura, e negligenciam os perigos da engenharia social. Por isso, se manter atento a alguns sinais de violação da sua segurança, tais como:

  • links com domínios suspeitos;
  • e-mails com erros de ortografia e digitação;
  • ligações suspeitas sem a identificação;
  • lentidão em sistemas;
  • necessidade de “relogar” em contas etc.

2. Invista em infraestrutura

Garantir a integridade dos dados e informações da empresa demanda uma infraestrutura adequada e que seja capaz de fornecer o suporte necessário para que possa lidar com diferentes situações de risco e, principalmente, tenha os meios para solucioná-las.

Quando falamos em infraestrutura, nos referimos a tudo aquilo que for útil para o trabalho da equipe de TI, bem como ao bom funcionamento, backup e a manipulação das informações. A infra pode ser de ordem física, composta por itens como:

  • servidores;
  • máquinas;
  • computadores;
  • discos rígidos.

Ou virtual, a exemplo de:

Hoje, a atuação de hackers e softwares maliciosos está cada vez mais sofisticada, o que dificulta muito — sem a infraestrutura adequada — a detecção de falhas e resolução das mesmas.

  Segurança digital - 3 Sinais de que sua privacidade foi violada

Contudo, é importante mencionar que em se tratando de PME, é necessário avaliar bem a situação na hora de decidir por investir em uma infraestrutura própria ou em nuvem. Caso opte pela primeira opção, algumas medidas devem ser tomadas, como por exemplo, possuir uma equipe de TI eficiente.

3. Treine os seus funcionários

A primeira variável capaz de melhorar significativamente a segurança das informações da sua empresa é ter à disposição uma boa equipe de TI. Afinal, são esses os profissionais que lidarão diretamente com as informações e serão os primeiros a tomar alguma medida caso algo de errado aconteça.

Faça seus funcionários e colaboradores entenderem a importância das regras de segurança digital para a empresa, mostrando como isso evita prejuízos em função de invasões e ataques. Uma manual com práticas de segurança pode ser de grande utilidade, por exemplo.

4. Considere a computação em nuvem como uma alternativa

As provedoras dos serviços de nuvem investem pesado em sistemas de segurança e em pessoal qualificado para manter toda a operação livre de interferências maliciosas. Entre os cuidados oferecidos por elas podemos citar:

  • backups periódicos;
  • sistemas de redundância;
  • monitoramento constante;
  • sistemas de detecção, dentre outros.

Tais fatores podem ser vistos como uma alternativa para os pequenos negócios que não têm condições de custear toda uma infraestrutura própria para o armazenamento seguro de seus dados, uma vez que a computação em nuvem tem valores mais acessíveis.

5. Utilize redes seguras

Se a sua empresa utiliza redes sem fio — como é bastante comum — é fundamental protegê-la de acessos externos. Coloque senhas para acesso aos roteadores e utilize criptografia para dificultar o acesso não permitido ela.

Outra forma eficiente de garantir a segurança no tráfego de informações pela internet é a utilização de redes VPN. Esse modelo de rede faz um verdadeiro túnel entre diferentes pontos de comunicação de dados, permitindo que empresas possam, por exemplo, transferir informações entre as suas filiais em qualquer parte.

  Mobile Device Management (MDM). Como esta ferramenta pode ajudar sua empresa?

Como o próprio nome induz, essas redes são uma espécie de conexão privada na qual somente quem tem as credenciais pode acessar o conteúdo das informações. Para qualquer outra pessoa, as informações se mantêm bloqueadas com a utilização de criptografia.

6. Crie um plano de ação para dispositivos móveis

A forte tendência na utilização de smartphones e outros dispositivos móveis representa um grande desafio para quem se preocupa com a segurança digital, especialmente se os dispositivos tiverem informações confidenciais de acesso relativas à corporação.

Dessa forma, é crucial que a empresa garanta que todos que possuem acesso a informações sensíveis com dispositivos móveis, tenham mecanismos de proteção instalados

7. Faça backups e cópias de segurança de seus arquivos

Embora todas as medidas de segurança listadas ajudem a proteger as informações da sua empresa, nada garante que falhas não possam ocorrer. Por isso, é importante também, manter sempre cópias de segurança dos arquivos armazenados em locais seguros. Documentos, relatórios, contratos, arquivos de RH, entre outros, se possível, devem estar armazenados em nuvem e com acesso restrito.

Por fim, como vimos, a segurança digital é um fator que merece bastante atenção e investimentos por parte da empresa. Os fatores que aqui listamos podem ser os primeiros passos rumo a uma melhor segurança da informação. Então, agora é com você!

Gostou das informações trazidas neste post? Não pare por aqui. Assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades do universo da segurança digital!

Carregar Mais Posts Relacionados
Carregar Mais Em Segurança
Comentários estão fechados.