Criar aplicativo

Se você deseja criar um aplicativo, fique atento a estas dicas valiosas que o blog do UM destacou para você. Por que criar um app para seu negócio? Qual plataforma escolher? Como fazer um aplicativo que decole? Separamos estas e muitas outras perguntas e respostas para você começar com bem.

Os aplicativos ou do inglês apps (abreviatura da palavra applications), são os recursos tecnológicos que mais aproximaram as empresas de seus clientes ao longo da história e, para manter-se ativo e competitivo dentro do mercado, cada dia mais acirrado, é de vital importância aderir à esta tendência tecnológica, que tem mudado conceitos simples como o modo de comprar, e que possui um incrível potencial para o estabelecimento e desenvolvimento de estratégias comerciais.

Você e sua empresa já estão abertos para essas mudanças? Criar e, saber como fazer um app, pode ser o grande diferencial para levar seu negócio ao topo, tornando-se um verdadeiro sucesso.

Por que e como fazer um aplicativo para o meu negócio?

Sua empresa pode até relutar para aderir a esta tendência, porém não passará muito tempo até que seja necessário tomar uma decisão:

Continuar ignorando que o negócio pode ser expandido com o desenvolvimento de aplicativos e ficar na mesmice de um mercado cada dia mais parado e pacato, ou procurar por um desenvolvedor de aplicativos com capacidade de remodelar o seu negócio e aumentar sua visibilidade e lucro.

Qual você escolhe?

A lista de vantagens para quem opta por criar um aplicativo é extensa. Entre os principais pontos, destacam-se:

  • Os aplicativos permitem que sejam feitas ações em massa, potencializando a escala do negócio;
  • Investimento consideravelmente reduzido se comparado ao número de clientes potenciais alcançados;
  • Através do desenvolvimento de aplicativos é possível estar disponível 24 horas por dia, todos os dias do ano, para os clientes;
  • A interação criada é facilmente expandida e aumentada através de compartilhamentos;
  • Os números de compra de aparelhos celulares ainda não estagnaram e continuam crescendo – estima-se que em 2015 foram vendidos ao menos, 60 milhões de dispositivos e espera-se que neste ano o número seja igual ou maior.

Estar presente no meio digital é, portanto, obrigatoriedade para qualquer empresa que queira manter seu ritmo de crescimento. Redes sociais, por exemplo, como o Facebook, já possuem mais de 80 milhões de brasileiros cadastrados, todos potenciais clientes que podem ser conquistados através de bons aplicativos.

Não dá para ficar de fora com demonstrativos tão evidentemente bons, certo?

Como fazer um aplicativo?

desenvolvimento-de-aplicativos

O desenvolvimento de aplicativos é fundamental dentro do novo cenário empresarial e ficar de fora desta onda pode significar, até mesmo, a falência do negócio.

  Saiba mais sobre a evolução da telefonia móvel

Para se adaptar, é importante saber como fazer um app . E aqui existem duas distintas opções:

  • Você e sua empresa podem trabalhar no desenvolvimento de aplicativos; ou
  • Vocês podem contratar um desenvolvedor de aplicativos terceirizado.

Qual das opções se encaixa melhor ao seu negócio? 

Antes de responder a esta pergunta, é necessário conhecer o procedimento básico, o passo a passo, de como fazer um aplicativo. Veja algumas das etapas mais essenciais no processo de criação:

1. Definição dos objetivos gerais do app

Todo app criado e disponibilizado para usuários do mundo todo precisa ter um objetivo bem definido. Entre os mais comuns, e que podem se assemelhar aos da sua empresa, estão:

  • Venda de produtos ou contratação de serviços;
  • Expansão da carteira de clientes; e
  • Interação entre empresa e cliente para facilitar o feedback, além de aumentar a fidelização.

E mais, é importante que você elenque quais os resultados esperados com esta criação, por exemplo, qual é o retorno desejado e previsto para o seu negócio após o lançamento do app?

Antes de começar o desenvolvimento do aplicativo é importantíssimo ter tudo isto bem definido, pois estas respostas servirão como base para o próximo passo.

2. Funcionalidades

Conhecendo todos os objetivos que foram delimitados no primeiro passo da criação do aplicativo, é hora de direcionar funcionalidades para eles, ou seja, meios para que cada um dos pontos estabelecidos antes sejam alcançados.

Entre as funções mais utilizadas no desenvolvimento de aplicativos, destacam-se:

  • Função mapa: Como chegar aos lugares, como a empresa, por exemplo. Um aplicativo de sucesso que utiliza esta funcionalidade é o Waze, que se popularizou rapidamente no meio virtual;
  • Função notícias: Quer agregar valor à sua marca ou produto através dos meios digitais? Que tal investir numa sessão de notícias no app da sua empresa? Muitos negócios já utilizam esta função que pode estar relacionada aos conteúdos publicados no site oficial ou que podem ser assuntos e temas próprios.

Vale ressaltar que o objetivo deste passo é “encaixar”, com o máximo de perfeição, os objetivos às funcionalidades, visando sempre melhorar a vida do cliente e potencializar as operações comerciais.

3. Informações essenciais que o aplicativo deverá oferecer

Uma das partes mais importantes sobre como fazer um app está relacionada, diretamente, às informações que o app deverá oferecer para seus usuários. Estas informações devem ser úteis e seguras.

  Como escolher um celular resistente a um ambiente "hostil"?

Outro fator a que você e sua empresa devem estar sempre bem atentos é quanto à atualização dessas informações. Apesar de gerar custos, os dados devem estar sempre atualizados, certo?

E mais: Se seu app disponibiliza aba para interação, é de vital importância ter uma pessoa responsável por acompanhar e responder quaisquer tipos de dúvidas, perguntas e etc. Deixar o cliente sem resposta renderá péssimas avaliações, não se esqueça!

4. Conteúdo

Todas as funcionalidades e partes do aplicativo precisarão de conteúdos para agregar valor à vida do usuário. Quais conteúdos você disponibilizará para eles?

Estes conteúdos serão publicados e atualizados com que frequência?

Há muitos aplicativos que se interligam com as páginas virtuais da empresa e, nestes casos, as atualizações podem ser automáticas. Para tanto, é preciso atenção na hora de configurar o app durante a sua criação.

5. Sistema operacional e compatibilidade

Basicamente falando, existem três grupos de sistemas operacionais disponíveis, hoje, para os aparelhos móveis. São eles:

  • Android, para aparelhos smartphones;
  • iOS, para dispositivos Iphone; e
  • Windows Phone, sistema mais novo no mercado, para celulares Windows.

Cada um desses sistemas operacionais funciona de um modo, com um padrão diferenciado de compatibilidade. E qual deles usar?

Para quem prefere, portanto, definir um único sistema, a dica é avaliar qual é o de maior alcance do público-alvo.  Cabe uma pesquisa de mercado antes desta definição.

6. Como fazer um aplicativo? Processo de desenvolvimento

Um app é um “software independente”,  com um processo de criação diferente de um site simples com algumas páginas na Web.  Por isso, seu desenvolvimento requer passos e cuidados semelhantes aos de um projeto de criação de banco de dados ou de sistemas, por exemplo.

Invariavelmente, ele precisará de manutenção, seja para se mantê-lo compatível e acessível aos novos aparelhos e sistemas operacionais, seja para ser aprimorado e atualizado.

Assim como nas demais etapas, este serviço pode ser próprio ou terceirizado. Falaremos sobre isso logo abaixo.


Quer saber mais sobre como fazer um aplicativo? Veja também estes posts:

7 motivos para você criar aplicativo para seu negócio

Vídeo com top dicas para criar Aplicativo Profissional

Como criar aplicativo profissional para Android ou iPhone

Criar um app para o seu negócio pode gerar resultados significativos

Aplicativos para celular – 10 razões para a sua empresa apostar!


7. Layout e imagem

Por fim, e não menos importante, a parte de layout e imagem, o visual do aplicativo, ditará parte do sucesso, afinal, ninguém gosta de ter em seu celular um app confuso, mal elaborado ou feio, não é?

  [INFOGRÁFICO] 12 dicas essenciais para criar um aplicativo de sucesso

Neste passo, nitidamente um dos mais importantes no ponto de vista da boa experiência do usuário, deve ser feito com muita atenção para que sua marca seja consolidada de modo positivo.

E atenção: Não peque por excesso de informações. Vivemos em um mundo onde menos é mais. Agilidade e praticidade, no mundo digital, são as melhores formas de conquistar o sucesso.

Desenvolver ou contratar um desenvolvedor de aplicativos?

desenvolvedor-de-app

Uma grande dúvida quando tratamos do desenvolvimento de aplicativos é esta: Desenvolver ou contratar um desenvolvedor de aplicativos? Qual você acredita ser mais viável?

Apesar de parecer uma tarefa extremamente complicada, sim, é possível trabalhar na criação de apps sem o auxílio de profissionais. Inclusive, alguns cursos estão liberados para ajudar neste processo.

Para fazer um aplicativo para iOS, por exemplo, você pode acessar o curso Dev Secrets; já para a criação de apps para o sistema Android é possível acompanhar o passo a passo através do Android Developer ou pelo Developer.Android, que é repleto de tutoriais.

Mas, pra quem prefere profissionalizar o negócio e delegar atividades, pagando em troca de bons serviços, a dica é contratar um desenvolvedor de aplicativos profissional, que entenda da área e tenha objetividade na confecção do app, possibilitando melhores resultados.

Você faz ideia de quantas pessoas podem ser envolvidas num único processo de criação de aplicativo?

  • Designer;
  • Webdesigner;
  • Analista de sistemas;
  • Analista de banco de dados;
  • Analista de testes;
  • Arquiteto de software;
  • Desenvolvedor e programador; e
  • Gerente ou coordenador de projetos.

Tudo isso! Sendo que um mesmo profissional pode agregar mais de uma atividade em sua lista de tarefas.

Empresas terceirizadas contam com uma equipe multidisciplinar de profissionais, prontos para otimizar cada parte do app que está sendo desenvolvido para o seu negócio e por isso mesmo podem ser uma excelente opção na hora de criar um aplicativo. Neste caso, a tendência é que o tempo de criação seja menor e com resultados excelentes (boa relação custo-benefício)

Os investimentos variam muito em cada caso. Vale a pena consultar especialistas, para uma melhor avaliação de seu projeto. Aproveite para conhecer as empresas que estão em nosso guia de fornecedores e tire todas as suas dúvidas!

Este conteúdo foi útil para você? Que tal compartilhar com seus amigos? Aproveite para comentar sobre sua experiência e qual das opções de desenvolvimento de aplicativos lhe parece mais interessante.

Carregar Mais Posts Relacionados
Carregar Mais Em Mobilidade e IoT
Comentários estão fechados.