A partir do momento em que você decide investir em um mobile app, é preciso compreender como algumas métricas de avaliação de aplicativos funcionam na prática.

As métricas são vitais para ajudá-lo a promover maior engajamento e melhorar as taxas de retenção dos usuários do seu aplicativo.

No post de hoje, apresentaremos as métricas de avaliação de aplicativos mais importantes para que você possa gerir de maneira eficiente o seu negócio a partir da análise de dados. Acompanhe.

Métricas de avaliação de aplicativos que você deve conhecer

Quando nos referimos às métricas de avaliação de mobile apps, temos que ter em mente que essa verificação deve levar em consideração as metas e objetivos de cada negócio. Os números são muito relativos: talvez o que seja um bom resultado para uma empresa, possa não ser para outra.

Portanto, veja algumas métricas que separamos para você e certifique-se de que está mensurando aquelas que mais importam para o seu tipo de negócio.

1. Downloads

Mensurar a quantidade de downloads realizada é uma forma de acompanhar se seu aplicativo está ou não alcançando o número de usuários esperados.

Além do mais, analisar o custo por download também permite que você saiba se o custo de aquisição de clientes (CAC) está valendo a pena, caso contrário, talvez seja hora de mudar suas estratégias de marketing para aumentar o número de leads interessados em seu aplicativo.

Para fazer o cálculo da relação de custo entre os downloads e os usuários, basta dividir o total gasto com a aquisição de clientes pelo número de downloads realizados.

2. Número de usuários ativos

Essa métrica mede a quantidade de usuários ativos, ou seja, ela demonstra o número de usuários que realmente usam seu aplicativo regularmente.

Geralmente, um usuário pode ser considerado ativo quando acessa seu aplicativo pelo menos 10 vezes ou mais em um mês.

  10 bons motivos para criar um aplicativo - Guia rápido

O número de usuários ativos pode ser segmentado de acordo com a frequência com que acessam o aplicativo da sua empresa, mas a análise de dados aqui, pode sofrer algumas variações, de acordo com a ferramenta utilizada para verificar o desempenho do app.

O mais comum é a utilização de relatórios fornecidos pelo Google Analytics para analisar essa métrica de forma mais precisa.

3. Tempo médio e visualização de tela por visita

O tempo médio de visita se refere à duração em que um usuário utiliza o aplicativo por sessão. Já a visualização tange à quantidade de telas utilizadas pelo usuário durante uma única sessão.

A mensuração desses dados permite que você saiba o quão envolvido o usuário está com seu aplicativo, e quanto mais ele interagir com os módulos do aplicativo e mais tempo passar nele, melhor será a sua métrica de engajamento.

4. Intervalo de sessão

A métrica de intervalo de sessão serve para demonstrar com que frequência os usuários costumam abrir seu aplicativo. Quanto mais curtos forem esses intervalos de sessão, melhor. Pois isso demonstra que o usuário está interagindo bem com o seu aplicativo.

5. Retenção

A métrica de retenção mede a quantidade de usuários que voltam a acessar seu aplicativo depois de sua primeira experiência com ele.

Segundo uma pesquisa realizada pela Localytics, após o download de um aplicativo, uma média de 42% dos usuários tendem a acessá-lo novamente dentro de, mais ou menos 30 dias, mas essa porcentagem costuma cair para até 25% já no terceiro mês, podendo cair ainda mais de performance dentro de um ano.

6. Churn

O churn é uma métrica também relacionada aos dados de retenção de clientes, porém, ela serve para mensurar o número de usuários que deixaram de usar seu aplicativo depois de algum tempo.

  Tudo que você precisa saber: guia completo sobre tecnologia AMP

Essa métrica se torna mais significativa ainda quando o aplicativo possui uma versão paga e ajuda na geração de receita para a empresa.

7. Rastreamento de eventos

O rastreamento de eventos serve para monitorar a forma como os usuários estão utilizando os recursos oferecidos pelo seu aplicativo, como realização de compras ou compartilhamentos de conteúdos por exemplo.

Métricas de satisfação do cliente

8. Nível de avaliação do seu aplicativo

A forma como seu aplicativo é avaliado pode influenciar outros usuários, encorajando-os ou não a fazerem o seu download.

É sempre bom ficar de olho no que andam comentando no mercado sobre o seu aplicativo, pois avaliações ruins podem afetar o seu ranqueamento, uma vez que a maioria dos algoritmos levam em consideração os feedbacks dados em lojas de aplicativos ou em outras mídias online.

9. Net Promoter Score (NPS)

O Net Pormoter Score é uma métrica utilizada para medir o grau de satisfação e lealdade dos usuários em relação ao seu aplicativo, mostrando também qual é a probabilidade deles o indicarem para outras pessoas.

Geralmente, essa métrica é avaliada a partir da classificação de escalas de 1 a 10, sendo:

  • clientes detratores: aqueles que estão na escala de notas de 0 a 6 (insatisfeitos);
  • clientes neutros: escala de notas entre 7 e 8( passivos);
  • clientes promotores: aplicam notas entre 9 e 10.

Métricas de aquisição de usuários

10. Atribuição do aplicativo

Essa métrica é utilizada para rastrear de que forma os usuários tomaram conhecimento do seu aplicativo.

É uma métrica bastante utilizada pelo marketing para medir a efetividade das campanhas e buscar novas ações para incentivar o aumento de downloads ou vendas realizadas por meio do aplicativo.

11. Desinstalação ou abandono

A métrica de desinstalação ou abandono se refere à porcentagem de usuários que abandonaram o aplicativo, muitas vezes, antes de começar a utilizá-lo.

  Saiba mais sobre a evolução da telefonia móvel

É muito importante analisar os dados dessa métrica para verificar quais são os motivos que estão fazendo com que a taxa de abandono aumente e afete a aquisição de novos usuários para o aplicativo.

12. Taxa de conversão no funil de vendas

As etapas do funil de vendas mostram os caminhos os quais o usuário percorre até chegar à fase de conversão, ou seja, o momento em que ele se torna um cliente que utiliza de forma ativa o seu aplicativo.

Mensurar a taxa de conversão durante toda a jornada de compra permitirá que você perceba em qual parte do funil a taxa está aquém do esperado e buscar novas formas de otimização que possam sanar as falhas encontradas.

 13. Receita média por usuário

A receita média por usuário ou Average Revenue Per User (ARPU) é uma métrica que mostra o valor total da receita em relação à quantidade de clientes ativos.

A análise do ARPU é importante principalmente para que saiba quais são os clientes que mais impactam a média de sua receita, evitando-se assim, custos com usuários que geram uma receita média muito abaixo do esperado.

Neste artigo, falamos das principais métricas de avaliação de aplicativos que você deve utilizar para conseguir melhorar a produtividade da sua empresa e reduzir seus custos de forma prática e viável para o seu tipo de negócio. Esperamos que você as aproveite bem.

E agora? Gostaria de saber quais são as outras soluções que temos para fomentar ainda mais a gestão de TI do seu negócio? Então acesse o  Universo Móvel e descubra outras novidades para você!

Vai criar um aplicativo móvel? Não perca tempo com pesquisas intermináveis de empresas que desenvolvem apps, conheça agora o guia de desenvolvedores de aplicativos.

 

Carregar Mais Posts Relacionados
Carregar Mais Em Mobilidade e IoT
Comentários estão fechados.