Em um artigo do jornal Correio Braziliense, foi apresentado um estudo sobre o controle de estoque dos lojistas na cidade de Brasília. Essa pesquisa apontou que mais da metade dos comerciantes (53,2%) não aumentaram seus estoques em 2016 por medo de terem seus produtos encalhados.

Os varejistas que não tiveram o mesmo cuidado acabaram sofrendo alguns prejuízos. Pois com a crise econômica, o volume de vendas diminuiu e com isso alguns produtos ficaram parados no estoque.

Mas o que fazer caso sua empresa esteja enfrentando esse desafio? Separamos algumas dicas que vão ajudar você. Vamos a elas!

1. Conheça os produtos do seu estoque

É muito importante que seja feito um relatório de todos os itens que compõem o estoque do seu negócio. Para isso, faça uma lista dos produtos que saem com mais facilidade e os que encalham.

Depois de elaborar a listagem, dê atenção às mercadorias que demoram mais a serem vendidas e tente descobrir o motivo. Faça uma pesquisa de mercado, tente descobrir se o valor cobrado sobre esses artigos está mais elevado do que o dos concorrentes, se saíram de moda ou por qual motivo não estão sendo bem aceitos pelo cliente. No caso de perecíveis, produtos com validade a vencer são desprezados pelos consumidores.

2. Destaque os itens

É importante caprichar na descrição dos produtos para chamar a atenção dos clientes, no caso das lojas virtuais. Por isso, pense em um título que instigue o consumidor a querer conhecer melhor a peça

Detalhe as informações do item, não oculte nem exagere as informações. Insira os produtos encalhados no layout da loja virtual e lhes dê posição de destaque.

  A importância da automação na gestão de logística de uma empresa de transporte

Quando se trata de loja física, a dica é primar pela apresentação das mercadorias na vitrine. Essa tarefa exige técnica e conhecimento, de iluminação até a harmonia de cores.

Algumas empresas contratam um designer de vitrine para realizar esse trabalho. No entanto, isso não é necessário e pode custar caro. Para ajudar, o jornal Estadão reuniu várias dicas interessantes e muito eficientes para destacar os produtos de sua vitrine.

3. Faça promoções

Fazer promoções para reduzir ou “queimar o estoque” pode ser uma “faca de dois gumes”. Se por um lado, essa prática pode ser uma solução quase instantânea para o problema com os produtos encalhados. Por outro lado, o negócio pode amargar alguns prejuízos. Como assim?

Por exemplo, se colocar o preço de um item muito abaixo do normal, pode parecer que está querendo se livrar dele a qualquer custo. Fazer isso compromete a credibilidade da empresa.

Além disso, os clientes que compraram a mercadoria fora da promoção podem se sentir enganados e acharem que compraram um produto de baixa qualidade com um preço mais elevado.

Outra situação que pode ocorrer com a queda abrupta do preço da mercadoria é o público deixar de comprar e aguardar a próxima promoção da empresa. Sendo assim, faça ofertas inteligentes, equilibre bem o percentual e o tempo da campanha promocional.

Se por acaso, não reduzir o estoque o quanto desejava, não tem problema. Volte a fazer um novo período de promoções no futuro.

4. Saiba divulgar

Outra excelente estratégia para vender os produtos encalhados é divulgá-los no lugar certo. Mas onde? Um canal valioso para isso são as redes sociais. A princípio, será preciso descobrir quais delas são mais frequentadas pelo seu público-alvo.

  Dicas para implementar automação de força de vendas em sua empresa

Por exemplo, se os consumidores estão no Instagram, tire fotos atraentes dos produtos e peça que comentem sobre o que acham dele. E responda rapidamente aos comentários. Você também poderá surpreender os clientes com ofertas personalizadas do produto.

É muito importante manter uma regularidade nas postagens. Contudo, tenha cuidado para não inundar a timeline da rede social com inúmeras publicações simultâneas, pois o efeito pode ser negativo.

5. Crie ofertas combinadas

Algumas empresas decidem combinar ofertas. Por exemplo, na compra de uma peça, o cliente ganha desconto em outra. Para entender melhor, digamos que o seu produto parado no estoque seja um tipo de bermuda masculina.

Então, quando um consumidor estiver procurando uma camisa polo, poderá informá-lo de que poderá levar também a bermuda com desconto caso feche a venda.

Outra ação inteligente pode ser a criação de um outlet — comercialização de produtos em estoque —, ele pode ser feito tanto em lojas físicas como virtuais. Dessa forma, você pode combinar as ofertas de produtos novos com os do estoque.

Além disso, ter um local específico para os itens que não foram vendidos é uma ótima maneira de dar mais visibilidade a eles.

6. Negocie com os fornecedores

Antes de fechar contrato com um fornecedor pergunte se há possibilidade de renegociação ou recompra de mercadorias que ficam paradas no estoque. Existem fábricas que fazem isso para reaproveitar as peças em futuras coleções.

Há também fornecedores que possuem uma consultoria que visa ajudar os seus compradores a adotar estratégias eficientes para vender os produtos em estoque. Sendo assim, vale a pena se informar sobre isso, pois pode ser uma boa saída para sua empresa.

  Automação comercial - 8 benefícios que ajudarão sua empresa a crescer

7. Implante tecnologias

A tecnologia já virou uma grande parceira do mundo comercial apresentando muitas soluções virtuais para aprimorar os mais diversos serviços. Uma delas é o software de gestão de estoque. Mas como essa ferramenta pode ajudar a evitar que os produtos fiquem encalhados?

Por meio dele é possível fazer um controle de inventário para saber que produtos estão no estoque da empresa. O sistema também tem o recurso de nota fiscal automática que contabiliza o valor de cada item que entra no estoque, facilitando assim a definição do percentual de um futuro desconto.

Além disso, o software gerencia as compras, faz o cadastro e organização dos itens, o controle dos fornecedores, etc. Com várias tarefas automatizadas, fica mais fácil para a empresa criar estratégias para esvaziar o estoque e evitar o excesso de mercadorias.

Sendo assim, se seguir as sugestões apresentadas aqui, temos certeza de que conseguirá realizar boas vendas e passar a ter um controle de estoque eficiente!

O que achou de nosso artigo? Ele ajudou você a vender os produtos encalhados no estoque? Então, confira também o post: Aplicativo de vendas: 5 bons motivos para sua empresa investir.

Carregar Mais Posts Relacionados
Carregar Mais Em Automação
Comentários estão fechados.